WWW.JOTAALCIDES.COM.BR
JORNALISTA, ESCRITOR, EDITOR, ENSAISTA E ROMANCISTA

 BEM VINDO AO MUNDO DO JORNALISMO E DA LITERATURA
 

 
MINHA CIDADE NATAL

CARIRIAÇU, MIRANTE DO CARIRIC
Foto: Centro de Caririaçu
"Serra da Boa Esperança, esperança que encerra
No coração do Brasil um punhado de terra
No coração de quem vai, no coração de quem vem
Serra da Boa Esperança meu último bem
Parto levando saudades, saudades deixando
Murchas caídas na serra lá perto de Deus
Oh minha serra eis a hora do adeus vou me embora
Deixo a luz do olhar no teu luar, Adeus.
Levo na minha cantiga a imagem da serra
Sei que Jesus não castiga o poeta que erra
Nós os poetas erramos, porque rimamos também
Os nossos olhos nos olhos de alguém que não vem
Serra da Boa Esperança não tenhas receio
Hei de guardar tua imagem com a graça de Deus
Oh minha serra eis a hora do adeus vou me embora
Deixo a luz do olhar no teu luar, Adeus".
.

"Serra da Boa Esperança..." Sempre que ouço essa canção de Lamartine Babo, composta em 1937, lembro saudosamente do meu São Pedro do Cariri. Cariri grande, Cariri elevado, Cariri alto. Caririaçu fica no topo da Serra de São Pedro, na cordilheira do Araripe, que cerca o verde Vale do Cariri, verdadeiro oásis no Nordeste brasileiro, ao sul do Ceará. Um lugar incrível para quem é do Sul do Brasil e não acredita em frio na região do Nordeste.Pode-se chegar até Caririaçu de avião, desembarcando no Aeroporto Regional do Juazeiro do Norte e seguindo de carro por 30 quilômetros de rodovia asfaltada cortando a serra e contemplando bela paisagem de matas ainda preservadas.. Caririaçu começou sua história em 1760 tendo como primeiro povoador Miguel Cavalcante Campos. Em 1852, o lugarejo ganhou o nome de São Pedro da Cachoeira, passando em 1859 para São José. Depois, em 1918, virou São Pedro do Cariri e, finalmente, em 1943, ganhou a denominação atual de Caririaçu. Serra de São Pedro foi habitada originalmente por índios da nação Kariri, vindos da região do Rio São Francisco, entre Pernambuco e Bahia, atraídos por terras férteis e clima ameno, antes da chegada de colonizadores no interior brasileiro durante o século XVII. Esses colonizadores, sobretudo militares e religiosos, fizeram os primeiros contatos com os nativos da serra, catequizaram os índios da região do Cariri e os agruparam em aldeiamentos ou missões. Em seguida, segundo historiadores, na busca de ouro, muitas famílias oriundas de Portugal, depois de passarem por Pernambuco e Alagoas, chegaram à serra sonhando com a riqueza de terras inexploradas e a esperança de aumentar seu patrimônio e seu prestígio junto à Corte portuguesa. Assim, surgiu, ao redor da Capela de São Pedro o núcleo urbano que virou município em 18 de agosto de 1876 e se chama hoje Caririaçu. Com 29 mil habitantes(2010), Caririaçu fica na Região Metropolitana de Juazeiro do Norte, distante 510 quilômetros da capital, Fortaleza. Em sua acidentada geografia, com maciços residuais e depressões sertanejas, além da Serra de São Pedro, constam as Serras do Boqueirão e Verde. Caririaçu é servido por várias fontes de água da bacia do rio Salgado, sendo as principais os riachos Jenipapeiro, Carneiros, Munlungu, Oiticica, Samambaia e São Lourenço e vários pequenos açudes, sendo o maior o São Domingos, que mantém o abastecimento dágua da cidade e é ponto de atração turística. Solo do município é excelente para as culturas de milho, feijão, algodão, mandioca, banana e da cana-de-açúcar. Apresenta vegetação bastante diversificada, com floresta tropical, floresta espinhosa e domínios de cerradão, caatinga e cerrado. Situado numa altitude de 700 metros acima do nível do mar, Caririaçu tem um dos melhores climas do Nordeste, comparado aos de Guaramiranga, no norte do Ceará, e de Garanhuns, no agreste de Pernambuco. Durante o ano, o clima é quente ameno. Em junho e julho faz bastante frio, frio de serra. Em alguns períodos, cidade fica encoberta por forte cerração. Suas principais festas são no dia 29 de junho, Dia do Padroeiro São Pedro, e 18 de agosto, Dia do Município. Em sua história religiosa, a paróquia foi criada em 1870 e chegou a ter como vigário o Padre Cícero Romão Batista(de1887 até 1892) nos primeiros anos de sua vida sacerdotal no Juazeiro do Norte. Sua igreja central, matriz de São Pedro, erguida em 1920, é um dos mais bonitos templos católicos do Cariri, onde está bela imagem de São Pedro, adquirida em França, em 1920, pelo então vigário Padre Augusto Barbosa de Menezes. Por sua contribuição ao desenvolvimento de Caririaçu, onde também foi prefeito, Padre Augusto é hoje o nome da praça principal da cidade, um de seus cartões-postais. Quase toda a atividade comercial de Caririaçu está diretamente relacionada com o vizinho Juazeiro, maior e mais dinâmico centro comercial e industrial do Vale do Cariri e do interior do Ceará. Entre seus filhos ilustres destacam-se: radialista e político Wilson Machado, um dos mais famosos na história do rádio no Ceará; radialista, pedagogo e historiador José Boaventura, famoso em todo o Cariri; jornalista e escritor Nogueira Machado, que integrou o Jornal do Brasil, no Rio de Janeiro; Trajano Borges, o primeiro odontólogo formado no Ceará em 1917; Carlos Moraes, prefeito por mais de 15 anos e um dos políticos mais carismáticos e honrados do Ceará; padre José Almeida de Freitas, vigário paroquial em Fortaleza; general Machado Borges, ex-instrutor da Escola de Comando do Estado Maior do Exército no Rio de Janeiro; coronel Alberto Borges, um dos mais conceituados oficiais da engenharia militar do Brasil; jurista, acadêmico e escritor Raimundo de Oliveira Borges, um dos mais respeitados do Ceará; padre José Machado, um dos mais cultos do clero cearense, ex-professor e ex-chanceler da Universidade Católica de Pernambuco. Cidade tem uma emissora de radio: Rádio São Pedro. Suas principais atrações naturais: Serra Verde, Pedra do Oco, Cachoeira das Piabas, Cachoeira dos Vales e Cachoeira das Queimadas. Em suas redondezas, vários sítios mantém as tradições rurais: Tabuleiro, Cedron, Riacho Seco, Miragem, São Paulo, Riacho do Meio, Cacimbas, Onça, Verdejante, Serra Verde, Jardim, Bananeira e outros. Apesar de sua expansão urbana e dos sinais e efeitos do progresso nos últimos anos, Caririaçu mantém cenário de agradável cidade bucólica do interior. Seu hino canta: “Tuas montanhas e vales, teu clima que bem nos faz, solo fértil, céu de anil, deslumbramento nos tráz; grande serra acolhedora, bela e cheia de esperança”. Terra de povo trabalhador, altaneiro, ordeiro e hospitaleiro. É um lugar privilegiado pela natureza, na plataforma da Serra de São Pedro, de onde se pode observar e admirar, numa visão panorâmica magnífica, o lendário e majestoso verde Vale do Cariri. Daí a denominação que carinhosamente lhe dediquei de “Mirante do Cariri”. Foi onde nasci em 09 de maio de 1950. É minha querida cidade natal.
Foto: Vista parcial de Caririaçu
Vista parcial de Caririaçu, no alto da Serra de São Pedro
Foto: Praça Padre Augsuto-Caririaçu
Beleza da Praça Padre Augusto, no centro de Caririaçu
Foto: Vista noturna de Caririaçu
Vista noturna de Caririaçu, no topo da Serra de São Pedro
Foto: Beleza da Serra de São Pedro-Caririaçu
Beleza da Serra de São Pedro, no Vale do Cariri, sul do Ceará

MENU
M Mestres em Humanismo