WWW.JOTAALCIDES.COM.BR
JORNALISTA, ESCRITOR, EDITOR, ENSAISTA E ROMANCISTA

 BEM VINDO AO MUNDO DO JORNALISMO E DA LITERATURA
 

 
NOVO LANÇAMENTO
03/04/201203

SUCESSO DE "O ÚLTIMO REPÓRTER ESSO"C
Fotos Cícero Sobral: Concorrido lançamento de "O Último Repórter Esso"

Com a presença dos mais consagrados jornalistas e radialistas de Pernambuco, dirigentes de mídia, empresários, educadores, intelectuais, acadêmicos, escritores, professores e estudantes, foi lançado com sucesso nessa semana(dia 27), no Recife, no solar da Academia Pernambucana de Letras, “O ÚLTIMO REPÓRTER ESSO”, décimo segundo livro do jornalista e escritor Jota Alcides, ex-Diretor de Redação do Jornal do Commércio(Recife) e ex-Editor-Chefe do Correio Braziliense(Brasília), membro da Associação Brasileira de Imprensa e da União Brasileira de Escritores.Em clima de confraternização animado por delicioso coquetel, lançamento transformou-se numa homenagem ao rádio brasileiro e sobretudo ao rádio de Pernambuco considerado pelo autor como “o mais pulsante e mais vibrante centro de vanguarda do Rádio brasileiro”.Foi uma noite de autógrafos prestigiada e concorrida com muita gente interessada no livro que resgata a história do Repórter Esso, mais famoso noticiário radifônico do mundo e a trajetória do seu locutor exclusivo no Nordeste, jornalista, professor e doutor Edson de Almeida. Presentes também a psicóloga Zélia de Almeida, viúva de Edson de Almeida e muitos familiares do homenageado. Lançamento do novo livro de Jota Alcides teve ampla cobertura da mídia de Pernambuco, ganhando páginas inteiras nos três principais jornais do Recife: o Diário de Pernambuco, mais antigo jornal em circulação na América Latina, abriu página no sábado(24) com matéria sob o título “Bastidores do Esso no Nordeste” ilustrada por foto do apresentador exclusivo do Repórter Esso; o Jornal do Commércio, maior jornal do Nordeste brasileiro, apresentou página no domingo(25), sob o título “Edson de Almeida, o infalível Repórter Esso”, ilustrada com fotos do locutor, da capa do livro e do autor; e a Folha de Pernambuco, jornal de maior circulação popular do Recife, dedicou página ao evento na terça-feira(27), com matéria “História de Muitas Notícias”, ilustrada por amplas fotos do autor e da capa do livro. Além da mídia impressa, houve grande cobertura da mídia eletrônica. Como convidado, Jota Alcides concedeu, na segunda-feira(26), entrevistas com duração de uma hora cada nos programas de maior audiência das duas principais emissoras de Pernambuco: ao programa Geraldo Freire, no Rádio Jornal do Commércio, campeão de audiência em Pernambuco no horário da manhã, e ao programa Jota Ferreira, no Rádio Clube de Pernambucano, campeão de audiência no horário da tarde. Concedeu entrevistas também à TV Clube e a TV Globo, que estiveram fazendo cobertura do evento na Academia Pernambucana de Letras. Lançamento também ganhou destaque nas principais colunas dos jornais do Recife e nos mais acessados blogs do Estado, destacando-se o BlogdoMagno e a Newsletter de Fernando Manchado. Durante o evento, foram autografados 130 exemplares do livro que agora está à venda nas Livrarias Jaqueira e Cultura, duas das mais conhecidas da capital pernambucana. Agora, confira as imagens do lançamento do novo livro de Jota Alcides.


Jota Alcides em autógrafos na Academia Pernambucana de Letras


Com presidente da Academia, escritora Fátima Quintas


Com psicóloga Zélia de Almeida, viuva de Edson de Almeida


Com médico e escritor Rostan Paraíso e sua esposa


Com jornalista Edson de Almeida Júnior, filho do homenageado


Com ex-diretor da TV Jornal do Commércio,Jorge José


Com juiz Vicente de Almeida, irmão do homenageado


Com Gladstone Vieira, vice-presidente do Diário de Pernambuco


Com famoso locutor de Pernambuco, Renato Phaelante


Com colunista do Diário de Pernambuco, Aldo Paes Barreto


Com empresário e industrial pernambucano Ricardo Essinger


Com Jota Ferreira e Geraldo Freire, dois campeões de audiência


Com Henrique Barbosa, diretor da Folha de Pernambuco


Com os irmãos Edson Júnior e Paulo Jorge, filhos do homenageado


Com prestigiados radialistas Geraldo Freire e Renato Phaelante


Com filha do homenageado, Eugênia, e seu marido Marco Aurélio


Lançamento prestigiado pela sociedade do Recife

NOVO LANÇAMENTO
04/03/2012


VEM Aí "O ÚLTIMO REPÓRTER ESSO"C
Em celebração aos 70 anos do início das transmissões em Pernambuco do mais famoso noticiário radiofônico do mundo, responsável pelo surgimento do verdadeiro radiojornalismo no Brasil, a Academia Pernambucana de Letras estará realizando, no próximo dia 27 de março, às 19 horas, o lançamento de “O Último Repórter Esso”, décimo segundo livro do jornalista e escritor Jota Alcides, ex-Diretor de Redação do Jornal do Commércio e Ex-Editor_Chefe do Correio Braziliense, membro da Associação Brasileira de Imprensa e da União Brasileira de Escritores.Além de resgatar a história do Repórter Esso, desde sua criação em 1935 nos Estados Unidos, com o objetivo de propagar e massificar os valores e ideais norte-americanos pelo mundo, o novo livro de Jota Alcides faz também uma analise do cenário atual do rádio no Brasil, considerando que ao contrário da televisão, que chegou ao País em 1950 abalando o radio, agora a Internet, com o impacto massivo das novas tecnologias, está proporcionando ao veículo o advento de uma nova Era de Ouro do Rádio no Brasil. E resgata a trajetória de sucesso do locutor exclusivo do Repórter Esso no Nordeste, jornalista, professor e doutor Edson de Almeida De acordo com Jota Alcides, sete anos após seu lançamento em Nova Iorque, o Repórter Esso já estava sendo transmitido por mais de 60 grandes emissoras nas Américas. Começou no Brasil em 1941 pela Radio Nacional do Rio de Janeiro e pela Rádio Record de São Paulo, patrocinado pela Esso Brasileira de Petróleo. Devido ao seu grande prestígio e sua enorme aprovação pelos brasileiros, no ano seguinte, em 1942, já passou a ser irradiado pelas maiores e mais importantes emissoras de então no País: Rádio Farroupilha do Rio Grande do Sul, Rádio Inconfidência de Minas Gerais e Rádio Clube de Pernambuco. Segundo Jota Alcides, em 1944, foi selecionado o seu primeiro locutor exclusivo no País, Heron Domingues, que ficou 18 anos na função na Rádio Nacional do Rio de Janeiro, “sem nenhum dia de folga”. Em 1948, o Repórter Esso passou a ser transmitido no Nordeste pelo Rádio Jornal do Commércio, então a mais poderosa emissora brasileira, “Pernambuco falando para o Mundo”. Para efeito de padronização de sua apresentação no Brasil, em 1952, o Repórter Esso escolheu no Recife o jornalista e professor Edson de Almeida como seu locutor exclusivo no NordesteLembra Jota Alcides que Edson de Almeida, além de cidadão e profissional correto, íntegro, sério, contido, responsável, disciplinado, respeitado, cordial, culto e sempre elegante, era um professor qualificado, doutor da Universidade Federal Rural de Pernambuco, especializado em agronomia e veterinária, porém apaixonado pelo jornalismo, sobretudo o radiojornalismo. Como tinha uma voz marcante, agradável e vibrante, foi escolhido em concurso como locutor exclusivo do Repórter Esso em Pernambuco. Em seu livro, Jota Alcides conta a trajetória de Edson de Almeida, relata fatos engraçados de sua vida como Repórter Esso, sua enorme popularidade no Recife tornando-se figura lendária, sua devoção a São Braz, padroeiro dos locutores, e a comoção que lhe causou a extinção do noticioso em 31 de dezembro de 1968, depois de 16 anos como seu apresentador no rádio e na televisão do Recife. “Ele deixou o Rádio Jornal do Commércio chorando, aos prantos, inconsolável, dizendo que sua vida tinha acabado”. Foi tão impactante essa experiência na vida de Edson de Almeida que ele permaneceu como Repórter Esso, incorporado e assumido, até a sua morte em 2010. É o momento mais emocionante do livro de Jota Alcides, que relata como Edson de Almeida decidiu, deitado e abatido em leito do Hospital Português do Recife, em circunstância serenamente dramática, gravar “O Último Repórter Esso”, noticiando a sua própria morte, feito antológico que correu o mundo. Ao justificar esse seu décimo segundo livro, depois de publicar três outros sobre a história e a importância do rádio - “PRA-8 O Rádio no Brasil”, “Pernambuco Você é Meu” e “O Cronista do Cariri” – Jota Alcides volta a reafirmar o seu imenso amor por Pernambuco: “Além de marco extraordinário e inesquecível que revolucionou a história do rádio no Brasil, o Repórter Esso é também mais uma prova histórica da invejável condição de Pernambuco como o mais púlsante e mais vibrante centro de vanguarda do Rádio Brasileiro. Com sua transmissão desde Pernambuco, o Repórter Esso passou a falar realmente para o mundo e, mesmo 44 anos após sua extinção, os clarins do mais celebre noticioso radiofônico internacional permanecem tocando na memória de milhões de brasileiros”Com o lançamento desse livro sobre “O Último Repórter Esso”, no Recife, Jota Alcides está comemorando 45 anos de jornalismo. Prefácio é do jornalista e escritor pernambucano Geneton Moraes Neto, do canal de notícias Globonews – Rio de Janeiro – e o posfácio do jornalista Edson de Almeida Junior, filho do homenageado.
 

MENU
M Mestres em Humanismo